Vestibular 2017Novembro AzulAtenção	ESPECIALIZAÇÃO EM:Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica com ênfase em Acompanhamento 
Farmacoterapêutico	ESPECIALIZAÇÃO EM:Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica com ênfase em Acompanhamento 
FarmacoterapêuticoDia do AdministradorVestibular Inverno 2017Quero BolsaFaculdade Dom Bosco

Estratégias Educativas

Para garantir seus objetivos, a Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco, que oferece cursos de graduação e pós-graduação de forma humanista, pretende organizar a Educação que desenvolve em torno de quatro aprendizagens fundamentais, recomendadas pelo "Relatório para a UNESCO da Comissão Internacional sobre Educação para o século XXI". São elas:


  • "Aprender a conhecer" - caracterizado pela busca do domínio dos instrumentos do conhecimento com a finalidade precípua de descobrir, compreender, fazer ciência;
  • "Aprender a fazer" - entendendo-se que, embora indissociável do "aprender a conhecer", o "aprender a fazer" refere-se diretamente à formação profissional, na medida em que se trata de orientar o acadêmico a pôr em prática os seus conhecimentos, adaptando a educação à configuração do trabalho na sociedade atual;
  • "Aprender a viver juntos" - constituindo-se num grande desafio para a Educação, tendo em vista que trata de ajudar os alunos no processo de aprendizagem para a participação, a cooperação e, sobretudo, para a busca coletiva de soluções para os problemas contemporâneos;
  • "Aprender a ser" - integrando as três aprendizagens anteriores e caracterizando-se pela elaboração de pensamentos autônomos e críticos que contribuam na formulação própria de juízos de valor, formando assim um cidadão e profissional decidido e preparado para agir nas diferentes circunstâncias da vida.

Essas diretrizes norteadoras requerem estratégias educativas variadas no pensar e fazer acadêmicos da Instituição que buscará gradativamente:


  • a construção coletiva - expressa na intenção e prática de cada segmento que constitui a Instituição, levando em conta a articulação dialética, diferenciação e integração, globalidade e especificidade;
  • a interação recíproca com a sociedade - caracterizada pela educação e desenvolvimento econômico-social sustentáveis, reafirmando o seu compromisso como potenciadora da formação humana e profissional;
  • a construção permanente da qualidade de ensino - entendida e incorporada como processual e cotidiana da graduação e da pós-graduação, indagando continuamente sobre:
    • Que tipo de sociedade temos e queremos?
    • Qual a função dos cursos superiores frente às novas relações sociais e de produção?
    • Qual o perfil do profissional a formar frente às exigências do mercado de trabalho?