Vestibular 2017Novembro AzulAtenção	ESPECIALIZAÇÃO EM:Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica com ênfase em Acompanhamento 
Farmacoterapêutico	ESPECIALIZAÇÃO EM:Farmácia Clínica e Prescrição Farmacêutica com ênfase em Acompanhamento 
FarmacoterapêuticoDia do AdministradorVestibular Inverno 2017Quero BolsaFaculdade Dom Bosco

Detalhes da Notícia


Dia da Hipertensão Arterial

()

Na última quinta-feira de abril (26/04) comemorou-se o 'Dia Nacional de Prevenção e Controle da Hipertensão Arterial' e sob orientação da farmacêutica Carolina Gondim Costa Almeida e professora Viviane, os alunos do 9º período do curso de Farmácia da Faculdade Dom Bosco de Cornélio Procópio em parceria com o Conselho Regional de Farmácias do Paraná, realizaram atendimento público gratuito à população de Cornélio Procópio no calçadão da avenida XV de Novembro.

A data é utilizada para campanhas de alerta e conscientização para uma doença silenciosa que pode trazer sérias conseqüências. Muitas pessoas não sabem que possuem hipertensão arterial. Em muitos casos a pessoa não apresenta nenhum tipo de sintoma e não realiza nenhum tipo de controle.

De acordo com a Divisão de Atenção ao Risco Cardiovascular da Secretaria da Saúde do Paraná, só existe uma forma de saber se a pessoa é hipertensa: medindo a pressão em dias isolados. A hipertensão pode, em alguns casos, dar alguns sinais como dor na nuca, zumbido no ouvido e tontura. Mas a maioria das pessoas não tem sintoma nenhum. As pessoas que apresentam valores considerados normais de pressão arterial devem verificar a pressão pelo menos uma vez ao ano. Existem múltiplos fatores que podem causar a hipertensão, como: o excesso de peso, sedentarismo, a alimentação com consumo excessivo de sal, gorduras e açúcar e o consumo excessivo de álcool. De acordo com levantamento do Ministério da Saúde em 2010, 23,3% dos brasileiros estavam com hipertensão arterial e 52,5% das pessoas com 55 anos ou mais possuíam a doença. No mundo, estima-se que a doença seja responsável por mais de sete milhões de mortes ao ano. O principal mal da hipertensão é que ela pode levar a diversas outras enfermidades que podem resultar em morte.

Segundo a DVRCV a hipertensão arterial não tem cura e é um fator de risco importante para outras patologias. Se a hipertensão não é controlada, pode haver lesão de órgãos vitais, principalmente o cérebro, coração e rins, que podem causar, respectivamente, Acidente Vascular Cerebral (AVC), infarto e doença renal. O acompanhamento da pressão deve ocorrer de forma constante e pode ser realizado em qualquer unidade de saúde.  A melhor forma de se evitar a doença é com a prevenção, que consiste em mudanças de estilo de vida. A pessoa é considerada hipertensa quando a pressão arterial é igual ou superior a 14 por 9.

Na ocasião foram feitos atendimentos a uma centena de pessoas que puderam verificar sua glicemia e outra centena que aferiram a pressão arterial. O evento que ocorreu no período matutino do dia 26, teve a participação dos alunos Luiz Raphael Debora Leal, Fabiane Trindade, Daisy Massucato, Felipe Iesque, Aline Possinelli e Thyelly Zamboni.