ANÁLISE DOS NÍVEIS DE DESIDRATAÇÃO EM MULHERES PRATICANTES DE ZUMBA ® FITNESS E CICLISMO INDOOR

Anelize Sayuri Concato Inoue Mendes, Ricardo Domingues de Oliveira, Crisieli Maria Tomeleri

Resumo


Em busca de um estilo de vida mais saudável, o ser humano encontra nas
ginásticas de academias um meio para praticar exercícios físicos sob a
orientação de um profissional de Educação Física, de forma dinâmica. No
entanto, as atividades em academias são praticadas em ambientes fechados,
aumentando a temperatura corporal e consequentemente a sudorese, podendo
levar o indivíduo a um estado de desidratação. Dessa forma, o objetivo do
presente estudo será analisar os níveis de desidratação em mulheres praticantes
de Zumba® Fitness e Ciclismo Indoor. Para tanto, serão selecionadas por
conveniência, 12 participantes do sexo feminino com idade entre 25 e 45 anos,
praticantes de ambas as modalidades. O estado de hidratação será avaliado
antes e após as aulas pela análise da água corporal total, por meio da
bioimpedância elétrica (BIA). Durante a realização das aulas serão anotadas as
temperaturas do ambiente e a percepção subjetiva de esforço (PSE). Análise de
Variância (ANOVA - two way) será utilizada para as comparações entre as
modalidades (Ciclismo Indoor vs. Zumba®fitness) ao longo do tempo. Teste “t”
para amostras independentes será utilizado para análise da PSE. Os dados
serão processados no pacote estatístico Statistica versão 8.0 com critério de
significância estatística estabelecida de p<0,05. Espera-se que a modalidade de
Ciclismo Indoor apresente maior nível de desidratação da água corporal total
comparada a modalidade de Zumba® Fitness, pelo fato da intensidade da aula.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.