COMPARAÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS PRATICANTES E NÃO PRATICANTES DE ATIVIDADE FÍSICA

Marilourde Rui, Thaisa Costa Dias

Resumo


Com o aumento do número da população idosa, torna-se necessário a criação de estratégias para a melhoria da qualidade de vida desta população. A ausência de atividade física junto com o envelhecimento, ocasiona aos idosos as perdas de algumas capacidades físicas. Estudos têm demonstrado que a atividade física tem um papel importante na qualidade de vida dos idosos, ocasionando melhoras tanto físicas como mentais, ajudando nas atividades funcionais, na socialização, sensação de auto eficácia e bem-estar geral e físico. O presente estudo tem como objetivo comparar a qualidade de vida em idosos praticantes e não praticantes de atividade física. Este estudo se caracteriza por ser do tipo
observacional e transversal. Será realizado com 40 idosos,  divididos em dois grupos, praticantes e não praticantes de atividade física. A coleta de dados será realizada por meio de pesquisa exploratória com a aplicação questionário WHOQOL-BREF versão em português que irá avaliar a qualidade de vida.
Espera-se que os idosos praticantes de atividade física, tenham uma melhor qualidade de vida quando comparados aos idosos que não praticam atividade física.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.